Contabilidade Para Médicos: Passo A Passo Das Criações De Notas fiscais

Por: | Data: janeiro 31, 2021

Contabilidade Para Médicos

A contabilidade para médicos, como em qualquer outro segmento, é uma forma de ajudar os doutores a  realizar todos os procedimentos necessários para seguir as regras conforme a legislação. 

Além de ser de extrema importância para o desenvolvimento de um negócio, seja qual for o seu  ramo de atuação, a contabilidade para médicos é fundamental para elaboração de planejamento financeiro e tributário, seja de natureza física ou jurídica. 

Pensando nisso, listamos alguns pontos importantes para entender como funcionam os processos de abertura de empresa e o passo a passo para emissão de notas fiscais.

Qual a importância da contabilidade para médicos?

A contabilidade para diferentes ramos de atividade é essencial, pois o Sistema Tributário Brasileiro é realmente muito complexo e com esse auxílio é possível garantir que todas as etapas necessárias sejam feitas de maneira correta. 

Por isso, a contabilidade para médicos será o seu guia, apresentando relatórios mensalmente, como diagnóstico da atual situação da clínica, por exemplo. Com isso, oferecendo soluções para um planejamento tributário. Dessa forma, reduzindo a quantidade de impostos pagos pela empresa. 

Mas, afinal, como a contabilidade poderá te ajudar? Veja alguns exemplos abaixo:

  • cálculo dos impostos;
  • envio anual do Imposto de Renda da empresa;
  • obrigações legais com órgãos reguladores;
  • relatórios contábeis;
  • emissão de notas fiscais. 

Modelo de atuação profissional para médicos

Existem três tipos de atuação profissional que todo médico pode optar. Isso irá depender da forma de trabalho e as limitações que esse profissional irá enfrentar. Entenda quais são suas características e como a contabilidade para médicos poderá te ajudar nessas situações.

  • colaborador CLT;
  • prestador de serviços Autônomo;
  • pessoa jurídica (empresa própria). 

Médico CLT

É fundamental ter em mente que o médico que opta pelo regime CLT, possui todos os direitos e deveres trabalhistas, ou seja, precisará cumprir total de horas mensais pré-estabelecidas e terá um salário fixo.

Diante de algumas limitações, como horário de trabalho não flexível e a quantidade de impostos descontados do seu salário, por ter ligação direta com uma organização, muitas vezes esses profissionais preferem o regime de trabalho autônomo ou abrir o seu próprio negócio.

Médico autônomo

Os médicos que atuam como profissionais autônomos têm seus impostos retidos pelo contratante. Isso acontece mediante a emissão de um Recibo de Pagamento de Autônomos (RPA) para recolher os valores devidos. As contribuições que devem ser realizadas são: INSS, IRRF e ISS.

  • contribuição previdenciária pelo INSS: alíquotas de 8 a 11% com valor máximo de R$642,34 mensal;
  • Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF): varia de 0 a 27,5%, baseado na faixa de rendimentos.
  • Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS): a alíquota varia entre 2% e 5%, dependendo das regras de cada município.

Médico PJ (Pessoa Jurídica)

Para esse profissional que abriu a sua própria empresa, o recolhimento dos impostos é feito por ele mesmo.

Se enquadrado no regime tributário Simples Nacional, sendo o mais comum para os profissionais liberais, esses são os impostos existentes:

  • Documentação de Arrecadação do Simples Nacional: alíquotas que iniciam em 6%;
  • contribuição previdenciária pelo INSS: alíquotas de 8 a 11%;
  • Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF): varia de 0 a 27,5%, baseado na faixa de rendimentos.

Como emitir nota fiscal para médicos?

A nota fiscal é parte fundamental no momento de exercer a sua função como pessoa jurídica.  É um comprovante que o pagamento foi realizado e também uma forma do Estado controlar e arrecadar tributos.

Ela é feita através do site da Prefeitura de cada cidade e são necessários alguns documentos para sua emissão, são eles:

  • CNPJ;
  • Inscrição Municipal;
  • Certificado Digital, e-CNPJ (gerados através do Certificado A1 e Certificado A3, que são programas de computador e um token, semelhante ao um pen drive, para conexão no computador).

É obrigatório ter todos os impostos pagos pelos pacientes na nota fiscal, sendo feito através do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação). Além disso, é indispensável inserir o CPF do paciente, seja ele dependente ou não. 

No entanto, existem empresas especializadas que fazem esse trabalho por você. Ao adquirir os serviços de contabilidade online é oferecido a emissão de notas fiscais diretamente na plataforma, com facilidade e de forma gratuita. 

Conseguiu entender o que é a contabilidade para médicos? Então, continue acompanhando o blog do Já Calculei, onde você vai encontrar diversos artigos sobre contabilidade em diferentes mercados de atuação, além de ficar por dentro das leis que podem impactar diretamente a sua empresa.

Links alternativos:

Contabilidade online
Blog
Planos e Preços
Área do Cliente
Contato

Tags: ,