Abrir Microempresa — 5 Dicas Essenciais para Quem Está Começando

Por: | Data: setembro 21, 2020

Microempresa

Sabemos muito bem que abrir uma microempresa (ME) é um processo bastante delicado e, na maioria das vezes, cheio de detalhes. Por isso, pode ser que você esteja sentindo na pele as dificuldades burocráticas dessa etapa inicial da jornada do negócio próprio, certo?

Para que não haja futuros problemas referentes a regularização do seu negócio e você não se esqueça de pontos importantes, separamos cinco dicas fundamentais que você tem que saber antes de partir para a ação. Confira.

Abrir Empresa

1. Ao abrir um negócio, assegure-se de que se trata de uma microempresa

Quando entramos em questões burocráticas para começar um negócio próprio, a microempresa apresenta uma série de benefícios, pois os processos exigidos do empreendedor são bem mais simplificados. Porém, antes de pensar em abrir uma ME, é preciso saber se o seu negócio se encaixa nas qualificações de uma.

De forma simplificada, a microempresa é aquela cujo faturamento bruto anual é de até R$ 360 mil. Caso passe disso, a empresa já se enquadra em outra categoria ( como a EPP, Empresa de Pequeno Porte) e deverá aderir outras regras.

2. Planeje detalhadamente o seu negócio

Ser um empresário individual pede um planejamento minucioso, e não estamos falando apenas de processos burocráticos e legais. Por mais que a empresa seja pequena e a ideia que você quer colocar fora do papel seja simples, é preciso um ótimo planejamento.

Sendo assim, estudo de concorrentes, dos consumidores, fornecedores e avaliação de oportunidades são tão importantes quanto o planejamento legal e financeiro. Quando bem estruturadas, essas informações evitam problemas no futuro.

3. Abrir uma microempresa exige regularização

No Brasil, para que uma microempresa possa funcionar, é preciso que ela esteja registrada na Receita Federal, Prefeitura da cidade em que vai atuar e na Previdência Social. Existem alguns segmentos que pedem registro em outros órgãos fiscalizadores, como a Secretaria do Meio-Ambiente. O registro na Prefeitura deve acontecer após a abertura do CNPJ.

4. Conheça os tributos da ME

Para facilitar a coleta das contribuições feitas por uma microempresa, existe o Simples Nacional, sistema de tributação criado em 1996.

Nele a base de apuração de tributos é a receita bruta da empresa e a alíquota é entre 4% e 17,42% – na maioria das vezes mais baixa do que em outros regimes de tributação, como Lucro Real ou Presumido.

Conhecer esses tributos é fundamental para que não haja surpresas financeiras negativas no seu negócio.

5. Saiba a importância da contabilidade

Toda empresa deve ter uma boa contabilidade, principalmente as microempresas. Afinal, uma parceria rica entre o seu negócio e essa ciência aplicada pesa positivamente nos resultados finais.

Não é segredo que abrir uma microempresa brasileira é passar por mais burocracias do que em outros países. Por isso os serviços feitos pela contabilidade acabam se tornando tão necessários, pois deixam todo o processo mais fluido.

Serviços de contabilidade online garantem que a empresa esteja dentro das leis, além de efetuar a manutenção de contratos, registros e realização de pagamentos e muito mais.

Agora que você já tomou conhecimento do que é preciso saber para abrir uma microempresa, provavelmente sentiu a necessidade de um serviço contábil para andar ao lado do seu negócio, certo?

Exatamente por esse motivo sugerimos que conheça os planos da Já Calculei, sem dúvida temos um ideal para sua empresa. Tudo para que você, microempreendedor, tenha mais tempo para focar no sucesso do seu negócio.

Links alternativos:

Contabilidade online
Blog
Planos e Preços
Área do Cliente
Contato

Tags: