O que é Lucro Real? Entenda a Tributação

Por: | Data: maio 27, 2021

O que é Lucro Real? Entenda a Tributação

A hora de escolher qual será o regime de tributação da sua empresa é muito importante, diríamos essencial, para ditar a saúde dos seus negócios. Algumas empresas se encaixam no Lucro Real, que se trata do regime tributário obrigatório para aquelas empresas as quais a receita bruta está acima do valor anual de R$78 milhões. O Já Calculei vai tirar mais algumas dúvidas sobre esta tributação.

Este regime veio com a finalidade de tornar mais justo o cálculo e recolhimento de tributos entre os tipos de regimes tributários. Mas por envolver muita burocracia, grande parte dos negócios (que não estão na fatia dos obrigatórios) acabam optando pelos regimes de Lucro Presumido, ou o mais conhecido, o Simples Nacional.

Uma das grandes diferenças entre o Lucro Real e o Simples Nacional, é que o Simples Nacional unificou todos os tributos em uma única guia. Já no Lucro Real, eles têm de ser quitados individualmente, como o IPRJ, o CSLL, o PIS, o Confis, o ISS e o ISCMS.

Quando um empreendedor opta pelo Lucro Real, é necessário que ele tenha muito controle sobre suas despesas, e por isso indicamos o acompanhamento de um escritório de contabilidade de confiança, para que nada seja deixado passar. É necessário que os cálculos sejam feitos com precisão para ser assertivo nos tributos a serem pagos. Com os escritórios de contabilidade online este acompanhamento ficou ainda mais fácil de ser realizado, pois é como se o contador estivesse sempre ao lado do empresário para tirar qualquer dúvida.

 

Características do Lucro Real

 

Umas das principais características do Lucro Real é que alguns de seus tributos são calculados a partir das bases dos lucros líquidos em determinados períodos da empresa. A partir do Lucro Líquido, ainda é necessário a aplicação de alguns valores, ou até mesmo a exclusão de um cálculo, para que se chegue na real lucratividade da empresa.

Em casos em que a empresa não consiga obter lucro durante o determinado período, ela será automaticamente isenta de ter a tributação destes impostos, o que é um ponto positivo. Já se a empresa obtiver lucros variáveis muito acima do esperado, a carga tributária virá bem elevada.

 

As empresas que se enquadram no regime do lucro Real

 

Apesar de haver uma regra de que as empresas com faturamento acima de R$ 78 milhões ao ano obrigatoriamente devem adotar este regime tributário, qualquer empresa pode decidir de enquadrar no Lucro Real, apesar desta não ser uma das tributações mais escolhidas.

O que muita gente não sabe, e a Já Calculei vai te contar, é que algumas outras empresas de determinadas atividades também têm a exigência de optarem pelo Lucro Real como tributação independente da sua receita bruta. Como por exemplo:

– Empresas que têm ganhos, rendimentos ou lucros vindos do exterior;

– Empresas que atuam no mercado financeiro: os bancos, as empresas de seguro privado, sociedades de crédito imobiliários, cooperativas de crédito, entidades de previdência aberta e instituições financeiras;

– Negócios que contam com benefícios fiscais que reduzem ou até mesmo isentam impostos;

– Companhias que lucram através da exploração de compras de direitos creditórios que são resultado de prestações de serviço (factoring) ou de vendas mercantis a prazo.

 

As vantagens de optar pelo Lucro Real

 

Se sua empresa já tem um bom escritório de contabilidade online e juntos chegaram à conclusão de que o Lucro Real é a melhor opção para sua empresa, vamos te mostrar que esse regime tem muitas vantagens. Vamos lá:

– Sua empresa terá a desobrigação de fazer o pagamento dos tributos sobre o lucro nas situações em que apresentar prejuízo fiscal;

– A tributação é mais justa, já que é calculada de acordo com o lucro real do seu negócio;

– É dada a opção de apuração dos lucros em diferentes períodos fiscais da empresa, podendo ser trimestralmente ou anualmente;

– Há a possibilidade de sua empresa aproveitar o crédito do PIS e do Cofins;

– Empresas que tenham lucro efetivo com o valor abaixo de 32% de seu faturamento do período de apuração ficam livres de alguns impostos.

 

Claro que, para o empresário usufruir das vantagens o Lucro Real, ele precisa ter um profundo conhecimento e um excelente controle de das finanças de seu negócio.

 

A importância de um bom controle financeiro

 

Todas as empresas, de grande ou pequeno porte, necessitam ter um controle financeiro rígido. Quem é leitor do Blog do Já Calculei sabe que sempre estamos batendo nesta tecla, pois a saúde financeira da empresa é vital para a sobrevivência do negócio

No caso das empresas que estão enquadradas no Lucro Real, é importante manter a clareza na hora da apresentação dos dados para apuração dos tributos. Uma multa aqui pode chegar a um valor entre 0,25% a 3% do lucro líquido da empresa.

Os registros financeiros da empresa estão em toda parte, onde entra e onde sai o dinheiro. Pode ser na compra do estoque ou na venda do produto, no pagamento do salário e no recebimento pelo serviço, ou até mesmo na compra de material de limpeza ou de manutenção. Toda movimentação financeira conta, por menor que seja, e é por isso que a ajuda de um contador para manter o controle financeiro pode dar um suporte e um alívio enorme na vida do empresário que já tem tanto para tomar conta.

Com o avanço da tecnologia, os escritórios de contabilidade online deixaram o controle financeiro mais acessível, já que agora tudo pode ser feito do computador, e muitas vezes do celular mesmo. Uma segurança ainda maior para que o empresário não corra risco de deixar nada passar, e a movimentação financeira seja toda registrada.

Nós do Já Calculei ficamos contentes em poder fazer parte dessa rede online que ajuda aos empreendedores a cuidar da gestão financeira de seus negócios tão sonhados! E se você ainda não sabe o quanto a gente pode te ajudar, entre em contato com nossa equipe agora mesmo!