Passo a passo: aprenda agora como fazer um plano de negócios

Por: | Data: julho 5, 2020

Passo a passo: aprenda agora como fazer um plano de negócios

Para que uma ideia de um empreendimento saia do papel, é preciso saber como fazer um plano de negócios. Trata-se do passo inicial em toda atividade produtiva, servindo como um guia para que a fase mais difícil seja superada com o mínimo de danos. Afinal, no Brasil, sobreviver aos dois primeiros anos é uma espécie de “prova de fogo” e não é para menos.

Uma em cada 4 empresas fecha as portas antes de completar 24 meses de vida, segundo o relatório Causa Mortis 2016, do Sebrae.

Em muitos casos, é justamente a falta de planejamento o principal fator para que o negócio acabe por sucumbir diante das dificuldades externas e internas.

Como fazer um Plano de Negócios?

Para superar tamanho desafio é necessária, além da habitual garra que todo brasileiro tem, uma boa dose de conhecimento e o amparo que só um plano de negócios pode oferecer. Assim, sua ideia, que parece genial no papel, será também na prática. Continue lendo para saber ainda mais!

1- Defina os objetivos

Você saberia dizer, de forma rápida e sucinta, o que levou você a empreender? Se a sua resposta foi “necessidade”, então você não está só.

Também de acordo com o Sebrae, entre 2014 e 2017, o número de negócios que começaram porque seus donos precisavam trabalhar aumentou em 29%.

E o que isso significa? Quer dizer que milhares de brasileiros dão início a uma atividade produtiva motivados, principalmente, pela urgência. Nessa situação, o normal é que sejam deixados de lado o planejamento e o estudo mais aprofundado sobre os riscos, afinal, as contas não param de chegar, certo?

Por mais que um negócio seja aberto em função da necessidade, o fato é que nada o impede de ter um objetivo, que pode até ser pagar suas dívidas. Veja de forma esquemática:

  • negócio: vender salgados;
  • meta: faturar R$ 5 mil em 6 meses;
  • média mensal: R$ 834,00.

2- Obtenha a estrutura básica

Empreender por necessidade não é um problema em si. O desafio é lançar um negócio no mercado e, ao mesmo tempo, estruturá-lo para enfrentar a concorrência e outros obstáculos.

Um dos mais comuns, nesse aspecto, é a falta de uma infraestrutura que o permita ser competitivo. Veja, não se trata de começar com equipamento, máquinas ou veículos de primeira linha, mas de avaliar o que é necessário para fazer frente às outras empresas.

Por isso, dentro do seu plano de negócios, você precisará avaliar criteriosamente o que seus concorrentes têm e, em cima disso, buscar a estrutura básica para começar.

E para quem tem poucos recursos, a dica nesse caso é usar muita criatividade. Por exemplo, se você pretende abrir um Food Truck mas não tem o veículo, por que não considerar a compra de um usado em leilão?

3- Faça a análise de mercado

Outro fenômeno comum entre os empreendedores brasileiros é o costume de copiar ideias dos outros. Um negócio novo é aberto em um bairro e, em pouco tempo, surgem diversas empresas do mesmo ramo, algumas vezes dividindo o espaço em uma mesma rua.

É uma tática até certo ponto compreensível, já que um negócio inédito tende a atrair um público que nem sempre será totalmente coberto. Por outro lado, quanto mais dividido é um mercado, menores são as margens de lucro e mais rápida é a sua saturação.

Ou seja, aquela que parecia ser uma boa estratégia, no final, revela-se um tiro que saiu pela culatra. Não seria mais interessante se você entrasse em um mercado conhecendo melhor o terreno em que pisa?

Como fazer um plano de negócios é, de certa forma, identificar o cenário externo para poder compor o empreendimento, o ideal é cercar-se de informação. Assim, o mais garantido é fazer as perguntas certas para obter respostas úteis.

Sendo assim, um mercado poderá ser mapeado ao responder:

  • Quem está nesse mercado?
  • Quem toma a decisão de compra?
  • O que esse cliente compra?
  • Que motivos o leva a comprar?
  • Como é o processo de decisão (pesquisas, Google, boca a boca etc.)?
  • Que época é mais favorável e qual é a menos favorável?
  • Onde as compras são feitas?

4- Estruture o plano de marketing

Quais ações e medidas você tomará para chegar ao seu cliente na hora e local certos? Com os objetivos definidos e o mercado mapeado, é hora de avançar para a montagem de um plano de marketing. Em linhas gerais, você precisará definir:

  • o perfil do seu cliente ideal, a persona;
  • o seu Marketing Mix, ou seja, qual é seu produto ou serviço, preço, local e como vai promover seu negócio;
  • montar um plano de ação, com as medidas práticas a serem adotadas;
  • elaborar um orçamento e escolher métricas para medir seu sucesso, tais como ROI e ticket médio.

5- Simule cenários

Todo planejamento está sujeito a falhas e imprevistos. Por isso, é sempre recomendável ter um plano B, caso o que você projetou saia errado.

Dessa forma, procure trabalhar sempre com três cenários. Um mais otimista, em que tudo sai igual ou melhor do que o que foi traçado.

Outro mais cético, em que os resultados não são nem animadores, nem comprometem a empresa, e o terceiro no qual acontece o pior cenário possível.

6- Observe a qualidade e o custo-benefício

Seus produtos ou serviços são mais do mesmo ou apresentam qualidade superior aos dos concorrentes?

E se você vende o mesmo que eles, por que não investir em diferenciais como atendimento, aspecto visual ou um detalhe que o concorrente não tem?

No final, importa mais o valor agregado, ou seja, a relação custo-benefício. E, se até vendendo pipoca é possível se destacar, por que você também não pode conseguir?

7- Conclua as etapas operacional e financeira

Empreender por necessidade é um risco ainda maior, já que a urgência faz com que sejam deixados de lado dois componentes fundamentais: o capital de giro e o controle do fluxo de caixa.

Sem essas ferramentas, a tendência é para o aumento no endividamento e o que era para dar lucro acaba se tornando uma fonte de prejuízos. Por isso, o indicado é fazer os cálculos necessários em planilha ou, se possível, com um software específico.

Caso você seja MEI ou empresa optante do Simples nacional, tenha no planejamento o seu porto seguro para lidar com os riscos externos. Lembre-se de que, na América latina, 99% dos negócios são como o seu, ou seja, micro ou pequenas empresas.

Agora que você sabe como fazer um plano de negócios em suas etapas iniciais, cabe a você dar o seu toque pessoal. Independentemente da sua idade, classe social ou condições financeiras, com planejamento, as chances de sua ideia dar certo aumentam bastante!

Continue bem informado! Siga nossas páginas no LinkedIn, no Twitter e no Instagram, curta nosso perfil no Facebook e não deixe de assinar nosso canal no Youtube!

E caso precise de uma contabilidade online, fale conosco!

Links alternativos:

Contabilidade online
Blog
Planos e Preços
Área do Cliente
Contato

Tags: