Reserva financeira para pequenas empresas: Veja como montar





Reserva financeira para pequenas empresas: Veja como montar

Por: | Data: março 9, 2022

Reserva financeira para pequenas empresas

Montar uma reserva financeira é um dos segredos para pequenas empresas que pretendem crescer de forma sustentável e sobreviver até mesmo aos momentos de pior instabilidade do mercado.

Sua empresa possui uma reserva financeira para aproveitar oportunidades ou atravessar momentos de dificuldade com tranquilidade e segurança?

Nesse conteúdo, vamos ajudar você que é empreendedor e empresário a otimizar a gestão financeira dos seus negócios, com base em uma boa reserva de recursos.

O que é reserva financeira?

Reserva financeira é um montante de recursos monetários separado do fluxo de caixa corrente da empresa, sendo destinado para situações de emergência, não previstas no orçamento.

Esse dinheiro deve ser mantido em uma aplicação segura e não pode ser utilizado para qualquer finalidade, sendo absolutamente restrito para situações de emergência ou excelentes oportunidades.

Além disso, sempre que utilizada, a reserva financeira deve ser reconstituída, o mais breve possível, garantindo assim, que possíveis imprevistos possam comprometer o desempenho e até mesmo a sobrevivência da empresa.

Vejamos alguns momentos onde a reserva financeira para pequenas empresas pode se mostrar útil e muito importante:

  • Perda de um volume significativo de clientes;
  • Dificuldade para honrar a folha de pagamento;
  • Em crises e momentos de instabilidade econômica.

Sem dúvida alguma, ao atravessar momentos de dificuldade, é muito mais confortável recorrer a uma reserva própria que aos empréstimos bancários com juros elevados.

Abrir Empresa

Sua empresa ainda não possui uma reserva financeira? Acompanhe esse conteúdo até o final e veja como montar.

1.Separe finanças pessoais e empresariais

O primeiro passo para otimizar a gestão de uma empresa e caminhar em direção a construção de suas reservas, está na distinção e separação das finanças do proprietário e da empresa.

Muitos empresários e empreendedores cometem o erro de misturar suas finanças pessoais com as finanças da empresa. Por conta disso, enfrentam dificuldade para manter a gestão financeira dos negócios no trilho e constituir reservas.

Na prática, quem mistura finanças pessoais e empresariais, não consegue ter acesso a indicadores e relatórios precisos sobre as finanças do negócio, fato que pode ser muito perigoso.

Para colocar essa dica em prática, defina um pró-labore mensal, receba o valor na sua conta corrente PF e não utilize a conta bancária ou o caixa da empresa para pagar despesas pessoais.

2.Saiba qual percentual do lucro usar para construir a reserva financeira

Para construir uma reserva financeira, será preciso destinar um percentual dos lucros mensais para essa finalidade.

Você pode destinar 5%, 10%, 20% ou até um percentual maior dos lucros para construção da reserva. Na prática, quanto maior o percentual, mais rápido para que a sua empresa conquiste uma reserva confortável.

De acordo com os especialistas, o ideal é que as empresas mantenham no mínimo o valor correspondente a algo entre 6 e 12 meses de despesas em suas reservas.

Quanto ao limite da reserva, não há restrições, pois quanto maior o seu volume, maior a segurança da sua empresa e resistência em momentos difíceis.

Veja um exemplo:

  • Despesas mensais da empresa: R$ 50.000,00
  • Reserva financeira recomendada: R$ R$ 300.000,00 a R$ 600.000,00

3.Invista a reserva financeira em aplicações seguras

Após construir a reserva financeira da sua empresa, não mantenha o valor aplicado em um investimento seguro, incluindo:

  • CDB com liquidez diária;
  • LCI e LCA com liquidez diária;
  • Fundos de renda fixa;
  • Fundos DI.

Essas aplicações garantem algum rendimento sobre o valor reservado e permitem o resgate rápido em situações de emergência.

4.Mantenha a gestão financeira dos negócios em dia

É importante esclarecer que a reserva financeira para pequenas empresas não deve funcionar como um passaporte para que as boas práticas de gestão fiquem de lado.

Se a sua empresa possui um bom colchão de segurança, isso é ótimo, mas não significa que você possa deixar de acompanhar de perto os relatórios e indicadores financeiros dos negócios.

Reserva financeira para pequenas empresas: Confira os relatórios que você não pode deixar de lado

Quando o assunto é a construção de uma reserva e a gestão financeira empresarial, existem alguns relatórios que são fundamentais.

Tais relatórios auxiliam o empresário e empreendedor a obter uma visão completa e analítica que lhe permite tomar decisões assertivas para manter as finanças em equilíbrio e a empresa nos trilhos.

Confira os relatórios que não se pode deixar de lado ao gerenciar ou construir uma reserva financeira para pequenas empresas:

  • Relatório de fluxo de caixa: O Relatório de Fluxo de Caixa funciona como uma espécie de extrato que organiza e apresenta todas as movimentações financeiras, ou seja, todas as entradas e saídas de recursos do caixa da empresa ao longo do tempo.
  • Relatório de vendas: Apesar de não ser um relatório financeiro propriamente dito, o relatório de vendas demonstra todas as receitas que estão entrando no caixa da empresa.
  • Relatório de contas a pagar: Esse relatório indica todos os compromissos que a empresa tem para pagar em determinado período. Sendo fundamental para que nenhum pagamento acabe caindo no esquecimento e também, para acionar um sinal de alerta quando o valor das contas em aberto crescer demais.
  • Relatório de contas a receber: Indica todos os valores em aberto que a empresa tem para receber em determinado período, servindo como uma excelente ferramenta para realizar projeções financeiras e também para controlar devedores.
  • Demonstração de Resultado do Exercício – DRE: A DRE – Demonstração de Resultados do Exercício é um relatório completo que demonstra o desempenho financeiro da empresa em determinado período, incluindo totais de receitas, despesas e o seu resultado (lucro ou prejuízo).
  • Abrir Empresa

Gostou das nossas dicas? Esperamos que com elas, possamos ajudar você a organizar melhor as finanças dos seus negócios, tornando sua empresa resistente a imprevistos e momentos de crise.

Para mais dicas e informações que podem contribuir para a gestão dos seus negócios, continue acompanhando o blog da Já Calculei, o serviço de contabilidade que mais cresce no país!

Conte com o apoio do nosso time de especialistas e contadores para manter sua empresa em dia com o fisco e em crescimento saudável!