Saiba que é GFIP

Por: | Data: julho 1, 2021

Saiba que é GFIP

Muitos empreendedores têm dúvidas sobre o que é a GFIP. Primeiramente, é preciso saber que ela é a guia que substituiu uma anterior, a GRE.

Essa era a guia de recolhimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), que era utilizada no Brasil desde a década de 1990.

A GFIP é uma guia muito importante para as empresas – principalmente para a contabilidade online – pois pode evitar multas e erros na Receita Federal. Ela tem como objetivo manter o funcionamento de um negócio e simplificar a vida dos colaboradores.

Nesse artigo, iremos explicar para você tudo sobre a GFIP para que sua empresa e sua contabilidade online não se perca na hora de lidar com essa guia de recolhimento. Leia e compartilhe o texto com seus amigos!

O que é a GFIP?

A GFIP nada mais é do que um documento de informações para a Previdência Social e de arrecadação do FGTS.

Nela estão contidas informações relativas ao contrato de trabalho de cada funcionário, ao vínculo da organização com os mesmos e às remunerações geradas pelo SEFIP (aplicativo criado pela Caixa Econômica Federal para trazer mais agilidade e segurança ao recolhimento do FGTS).

A GFIP foi criada em 1999 para substituir a GRE. A guia tem como intuito dar facilidade de acesso aos dados para os usuários (Previdência, trabalhadores e empresas). Isso também torna o atendimento do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) mais rápido e fácil.

A sigla serve para abreviar o nome do documento: Guia de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social.

Aproveite para visitar nosso site e conhecer nossos serviços de contabilidade online, abertura grátis de empresas e de migração de MEI para ME.

Qual é a importância da GFIP?

A GFIP é importante para a contabilidade online de uma empresa de modo geral, pois os seus colaboradores poderão precisar dela em algum momento. É que a guia é um tipo de comprovação dos benefícios oferecidos pelo INSS.

Os objetivos da GFIP são:

  • Colaborar para que os funcionários não corram riscos ao precisar buscar todas as informações necessárias para que eles estejam assegurados para que tenham acesso aos seus benefícios junto à Previdência;
  • Guardar em um local apenas os dados sobre toda a jornada dos colaboradores de uma organização, economizando tempo na hora de pesquisar por informações essenciais para o trabalhador, a empresa e a Previdência, colaborando para a melhora no serviço nos postos do INSS;
  • Possibilitar a individualização do recebimento dos valores recolhidos para o FGTS. Assim, a organização poderá depositar aqueles que são relativos às contas vinculadas de cada colaborador separadamente;
  • Simplificar o acesso das informações dos funcionários e da empresa à Previdência Social; e
  • Fazer com que a organização se responsabilize por comprovar os salários recebidos e o tempo de contribuição, retirando essa obrigação do funcionário.

A GFIP é importante, então, para confirmar todas as remunerações recebidas pelo colaborador, enquanto ele trabalhou para uma organização. Além disso, ela comprova ainda o tempo total de contribuição do trabalhador.

Muitas vezes, é por causa da falta dessas comprovações que os funcionários acabam perdendo o direito aos benefícios trabalhistas.

Contabilidade Online

Como entregar a GFIP?

As empresas que precisam entregar a GFIP todos os meses precisam atender a algumas premissas. São elas:

  • A necessidade de recolhimento do FGTS de seus colaboradores; e
  • A necessidade de comprovação do vínculo com o trabalhador ou o salário pago.

O aplicativo SEFIP é o responsável pela geração da guia GFIP. Depois de ser gerada ela precisa ser preenchida e entregue pelas empresas usando o canal eletrônico “Conectividade Social”, ferramenta criada também pela Caixa Econômica Federal. A contabilidade online de uma empresa pode realizar facilmente todo esse trabalho com a GFIP e seu canal eletrônico.

O que deve constar na GFIP?

Os dados que devem constar na GFIP são:

  • A remuneração bruta (total do salário sem descontos) do colaborador, incluindo os benefícios;
  • Informações relativas à empresa (endereço físico, razão social, CNPJ, nome fantasia etc.);
  • Valores que precisam ser pagos ao INSS;
  • Motivos geradores da GFIP;
  • Informações e dados sobre o colaborador; e
  • Valor a ser recolhido ao FGTS.

Tudo isso demonstra o quanto é importante manter todos os dados relativos a um negócio organizados. Incluindo o pagamento correto de impostos e o fluxo de caixa. Assim, o preenchimento da GFIP será mais fácil, evitando possíveis erros no preenchimento da guia.

Multas da GFIP

Se uma empresa não realiza o pagamento da GFIP no prazo determinado, a multa será de 2% ao mês sobre seu valor total.

No entanto, a cada mês em que se perpetuar o atraso, esse percentual irá aumentar em 2 vezes. Por isso, é preciso cuidado para que não se perca o prazo e para não persistir no erro. Essa dívida é cumulativa e vai aumentando com o tempo.

Esse post tirou todas as suas dúvidas sobre GFIP? Agora que você conheceu a importância dessa guia de recolhimento, visite o nosso site. Somos uma empresa de contabilidade online, abertura grátis de empresas e de migração de MEI para ME. Temos atendimento rápido e o melhor serviço. Entre em contato para mais informações.

Tags: , , , , ,