Como manter todos os tributos da sua empresa organizados

Por: | Data: maio 4, 2022

Tributos da Empresa

A carga tributária para as empresas brasileiras ainda representa um entrave para seu desenvolvimento. Há muitos impostos e taxas que podem onerar a empresa e, consequentemente, o consumidor, o qual deve pagar valores mais altos pelas mercadorias que compra.

Para evitar penalizações do fisco e outros problemas, é necessário manter todos os tributos empresariais sempre em ordem.

Neste post, vamos passar algumas recomendações para que você consiga gerenciar com eficiência todos os tributos da empresa. Leia e confira — e, depois, coloque em prática!

Você sabe quais são os tributos da empresa?

No Brasil, os principais tributos da empresa são:

  • Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ);
  • COFINS (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social);
  • IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados);
  • CSLL (Contribuição Sobre o Lucro Líquido);
  • PIS/PASEP (Programa de Integração Social/Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público);
  • INSS (contribuição para o Instituto Nacional sobre Seguridade Social);
  • ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços);
  • ISS (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza).
  • Todos são tributos federais, excetuando-se o ICMS (estadual) e o ISS (municipal).

O que é planejamento tributário?

Para manter uma gestão contábil eficiente sobre os tributos da empresa, convém desenvolver um planejamento específico, chamado de “planejamento tributário”.

O planejamento tributário é uma ferramenta da contabilidade que ajuda a empresa a pagar corretamente seus impostos, taxas e contribuições e, ainda, identificar meios de melhorar a carga tributária dentro da lei.

Isso porque usar medidas indevidas para não pagar impostos configura sonegação fiscal, uma infração severamente punida pela Receita Federal.

Contabilidade Online

Qual é a importância do planejamento tributário?

Quando a gestão contábil consegue reduzir tributos por meio de medidas que não infringem a lei, ele está praticando elisão fiscal. O planejamento tributário ajuda exatamente a fazer isso. Confira alguns benefícios desse planejamento:

Evita o pagamento de impostos indevidos

Cada estado e município tem suas regras a respeito de tributação. Como não há um parâmetro nacional em todo o país, o gestor pode se atrapalhar e perder alguma oportunidade de reduzir a carga tributária.

Uma das grandes contribuições que o planejamento tributário oferece é que ele procura evitar o fato que gera o tributo (fato gerador).

Em alguns casos, por exemplo, existe a isenção de impostos. E a empresa deve aproveitar essa oportunidade. Outra possibilidade é prorrogar o pagamento.

Mantém a empresa dentro da lei

Um dos fatores que favorecem o crescimento da empresa é a legalidade. Os empreendedores que tentam enganar a lei acabam se dando mal. Eles podem ser multados e até presos. E seu negócio pode até ser interditado ou fechado.

Como fazer o planejamento tributário?

Para realizar um bom planejamento tributário, recomenda-se:

  • reunir uma equipe qualificada;
  • definir um cronograma de ação;
  • reunir as informações sobre as bases de cálculo (faturamento, compras, serviços contratados pela empresa, despesas com folha de pagamento, despesas operacionais, quadro societário, investimentos e fontes de recursos);
  • fazer análises e simulações necessárias.

Uma dica especial para efetivar o planejamento tributário e uma gestão contábil eficiente é contar com a assessoria de profissionais terceirizados, ou seja, em vez de ter uma equipe própria, você pode contratar os serviços de um escritório de contabilidade para cuidar dos tributos da empresa.

Como você está gerenciando os tributos empresariais? Já contratou os serviços de um bom escritório contábil? O planejamento tributário é um valioso instrumento para manter a saúde financeira de seu negócio. E por falar em finanças, confira 10 dicas de gestão financeira para pequenas empresas.