O que é CBS: Entenda como calcular e como funcionará o imposto

Por: | Data: abril 7, 2022

O que é CBS

CBS – Contribuição Social sobre Bens e Serviço, é o nome escolhido para um possível imposto que surgiu em meio às discussões para uma possível reforma da legislação tributária brasileira, tão contestada em função da sua complexidade e emaranhado de normas.

Se você deseja saber mais sobre a reforma tributária e todos os detalhes sobre a CBS, incluindo seu funcionamento e forma de cálculo. Continue conosco e acompanhe esse conteúdo até o final.

Nossos contadores e especialistas em gestão tributária estão atentos a todas as possíveis mudanças que a reforma tributária pode trazer e quais serão os seus reais impactos sobre a vida e o dia a dia das empresas.

Contabilidade Online

O que é o imposto CBS?

A Contribuição Social sobre Bens e Serviços (CBS) é um imposto, que de acordo com a proposta em discussão, unificaria o PIS e a COFINS em um único tributo, simplificando um primeiro ponto da nossa atual legislação tributária.

Tratando-se de uma modificação que alcança apenas dois impostos federais, os especialistas avaliam que essa é uma mudança relativamente simples para se colocar em prática, uma vez que para isso, basta a aprovação de um projeto de lei no Congresso Federal.

No entanto, é importante destacar que essa seria apenas uma das etapas de uma reforma tributária ampla, cujo objetivo final é constituir o Imposto sobre Bens e Serviços (IBS), unificando não apenas impostos federais, mas também, impostos estaduais e municipais.

 

De acordo com a proposta inicial, o IBS unificaria os seguintes impostos:

Dito isso, é importante esclarecer que mesmo com uma possível aprovação da reforma tributária e a unificação de impostos através do CBS ou do IBS, o Simples Nacional não deixaria de existir e continuaria atendendo às micro e pequenas empresas.

Como calcular a CBS?

Apesar das discussões em torno da reforma tributária ainda estarem em andamento, podemos ter uma ideia sobre a forma de cálculo da CBS, considerando o funcionamento de impostos semelhantes em outros países.

No modelo proposto para a Contribuição Social sobre Bens e Serviços, uma alíquota de tributação será aplicada por cada elo da cadeia, sobre o valor agregado ao produto.

Nesse formato, cada elo da cadeia produtiva aplica a sua alíquota de contribuição apenas sobre a diferença entre o valor de aquisição e o valor de comercialização dos produtos, evitando assim, os problemas com bitributação.

Por fim, no setor de serviços, onde não costumam existir diversos elos na cadeia, espera-se que CBS em seu percentual total seja aplicado diretamente sobre o valor final dos serviços.

Como funcionará a CBS na prática

Se aprovada, a CBS poderá garantir uma importante economia de impostos para as empresas, uma vez que elimina o problema da bitributação, levando em consideração que cada parte da cadeia produtiva será taxada apenas sobre o valor que agregou ao produto.

Para facilitar o entendimento sobre o assunto, vejamos um exemplo prático, considerando a tributação com alíquota de 6% sobre uma mesa de madeira, cujo valor final de venda ao consumidor é de R$ 1.000,00

Indústria Moveleira:

  • Valor inicial do produto: R$ 0,00
  • Valor de venda: R$ 500,00

CBS: R$ 500,00 x 6% = R$ 30,00

Varejista de Móveis:

  • Valor inicial do produto: R$ 500,00
  • Valor de venda: R$ 1.000,00

CBS: R$ 1.000,00 – R$ 500,00 = R$ 500,00

CBS: R$ 500,00 x 6% = 30,00

Como podemos ver, neste formato, cada integrante da cadeia contribui com uma parcela dos impostos, evitando a bitributação que acontece hoje.

Quais tributos a CBS pretende substituir?

Conforme destacamos anteriormente, a CBS pretende substituir o PIS e a COFINS, unificando tais tributos em uma única guia, com alíquota que ainda precisa ser definida.

Posteriormente, o imposto deve ser convertido no IBS, abarcando outros impostos federais e também impostos estaduais e municipais.

No entanto, é importante destacar que uma possível aprovação do IBS levaria mais tempo, considerando que demanda uma alteração na Constituição Federal.

De acordo com a legislação em vigor, as matérias que alteram a Constituição Federal possuem rito diferenciado e muito mais rígido, o que demanda mais etapas de análise e estudo, como também um percentual maior de aprovação nas duas casas do Congresso Nacional.

Qual a diferença entre CBS e IBS?

Como as discussões ainda estão em andamento e ainda não temos nenhuma conclusão definitiva, muito se pergunta a respeito da diferença entre CBS e IBS.

Diante disso, é importante esclarecer que a aprovação do IBS – Imposto sobre Bens e Serviços é o objetivo maior do Governo Federal no âmbito da Reforma Tributária.

No entanto, sabendo que a tramitação e a aprovação de um imposto único que inclui tributos federais, estaduais e municipais demandará tempo e não será fácil, o Governo decidiu apresentar projetos que dividem a reforma tributária em duas etapas:

  • Contribuição Social sobre Bens e Serviço – CBS: Unificando apenas o PIS e a COFINS, medida que depende de aprovação de projeto de Lei.
  • Imposto sobre Bens e Serviços: Unificando PIS, COFINS, IPI, ICMS e ISS, medida que depende de aprovação de uma emenda à constituição.

Sendo assim, a diferença entre CBS e IBS está diretamente relacionada aos impostos incluídos em cada caso e a forma de aprovação das respectivas propostas.

Contabilidade Online

Conheça a Já Calculei Contabilidade

Agora que você já sabe tudo sobre a CBS, queremos convidar você para conhecer os nossos planos e serviços em contabilidade.

A Já Calculei Contabilidade Online atende empresas de todos os segmentos, em qualquer parte do país, com planos e mensalidades acessíveis e que não prejudicam o orçamento das empresas.

Contamos com profissionais altamente qualificados e investimos pesado em tecnologia, para oferecer a melhor experiência em serviços contábeis.

Para saber mais e conhecer os nossos serviços, clique aqui e entre em contato conosco!