Aprenda a Emitir o CNPJ em X passos

Por: | Data: agosto 10, 2021

Aprenda a Emitir o CNPJ em X passos

Ainda que pareça, emitir o CNPJ não é uma atividade tão complexa, entender esse processo é bem simples, principalmente quando as etapas da emissão desse registro são explicadas com detalhes.

Quer saber tudo sobre esse assunto,  sobre emitir CNPJ correto? Acompanhe este artigo atentamente. Boa leitura!

O que é CNPJ? Entenda!

O Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) é o registro cuja emissão é responsabilidade da Receita Federal e possui a função de identificar qualquer tipo de empresa.

Uma pessoa só existe quando é comprovada pelo Cadastro Nacional de Pessoa Física (CPF), o CNPJ é o que comprova que determinado empreendimento é real.

Passo #1: Encontre uma excelente empresa de contabilidade

Para iniciar esse processo é necessário contratar o contador, já que não há motivo para que tudo seja realizado por si só e esse profissional auxilia com todos os detalhes e com toda documentação.

É possível contar com o serviço de contabilidade online para emitir o CNPJ, o nosso serviço, por exemplo, é totalmente digital, rápido e com preço único.

Passo #2: Defina qual será o modelo da empresa

Não tem como emitir CNPJ sem definir qual é o tipo de empresa, ou seja, é essencial escolher o porte da marca considerando dois pontos:

• Qual será a atividade realizada;

• A faixa de faturamento.

Os principais modelos de negócio que existem em território nacional são:

1. Microempreendedor Individual (MEI);

2. Microempresa (ME);

3. Empresa de Pequeno Porte (EPP);

4. Sociedade Limitada (LTDA);

5. Sociedade Anônima (S/A).

As atividades que são consideradas mais simples, cujo faturamento acaba sendo mais baixo, podem se encaixar na categoria MEI, já quando a empresa precisa de estrutura mais complexa, daí será necessário outro modelo.

Há muitas empresas que se encaixam como ME ou EPP. O ME, por exemplo, é a categoria de microempresa e nesse tipo de negócio é permitido o faturamento de no máximo R$360.000,00 anualmente.

Já a EPP é ideal para as empresas que são mais complexas, já que nesse segmento o faturamento é bem maior, chegando até R$4.800.000,00 no ano.

Portanto, para emitir o CNPJ em uma contabilidade online, por exemplo, é necessário ter a previsão de faturamento e ter definido qual é a estrutura jurídica.

Passo #3: Escolha a natureza jurídica da empresa

É fundamental selecionar qual será a natureza jurídica da empresa, ao definir essa questão, estará sendo escolhido o tratamento legal do empreendimento, logo, estará sendo decidido três pontos importantíssimos:

• As leis aplicáveis;

• O número de sócios;

• O valor necessário de capital.

A primeira opção de natureza jurídica é o Empresário Individual, nesse caso é fornecido o registro de CNPJ sem que haja patrimônio separado desta empresa, sendo assim, o empreendimento não tem sócio e o capital inicial é de no mínimo R$ 1.000,00.

Outra alternativa bastante conhecida é a Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI), nesse cenário, é considerado que o patrimônio da empresa é próprio e que o dono não realiza o pagamento das dívidas do negócio.

Passo #4: Identificação do código CNAE

O quarto passo para emitir o CNPJ é identificar o código CNAE das atividades.

Entenda que o governo é responsável por dividir as atividades dos empreendimentos por códigos, essa ação é realizada para apontar os regimes de tributação, quais são as obrigações burocráticas e, por fim, limitar as tarefas que determinada empresa pode realizar. Portanto, essa etapa é essencial para estipular quanto será pago de imposto.

O momento de emissão implica na escolha da Classificação Nacional de Atividade Econômicas-Fiscal (CNAE) e a melhor forma de definir qual é o código certo, o empreendedor deve consultar o contador, mesmo se a abertura for realizada em contabilidade online.

Abrir Empresa

Passo #5: Tenha em mãos os documentos necessários

Não é possível emitir o CNPJ sem ter em mãos os documentos corretos, certo? Portanto, reúna a documentação, que consiste nos itens a seguir:

• RG e CPF;

• Certidão de casamento para quem é casado;

• Comprovante de endereço;

• Cópia do IPTU ou do documento que evidencie a inscrição do imóvel em será a sede do empreendimento.

Aqueles que vão abrir um negócio ao lado de sócios devem arrumar os mesmos documentos de todos os envolvidos.

É fundamental ter conhecimento que em algumas atividades ou em alguns casos específicos, outros documentos poderão ser exigidos, porém, não é preciso se desesperar, já que o contador dará as orientações necessárias.

Por que emitir o CNPJ? Entenda!

É indispensável emitir o CNPJ, pois, só com esse número de identificação em mãos que a empresa poderá:

• Emitir a Nota Fiscal;

• Contratar diferentes tipos de serviços;

• Realizar compras.

Atuar sem esse cadastro, mesmo que a empresa seja em âmbito digital, é totalmente fora da lei e pode resultar em problemas com a justiça e, certamente, prejudica o sucesso do empreendimento.

Em suma, esse número serve para que a empresa possa ser identificada e para que a Receita Federal consiga realizar o acompanhamento ideal do pagamento de tributos e de qualquer tipo de obrigação legal.

Logo, emitir o CNPJ, mesmo que seja em contabilidade online, é primordial.

Não deixe de emitir o CNPJ: conte com a contabilidade online

Pense a sua vida sem o CPF, certamente seria bem mais complicado realizar diversas atividades do dia a dia, não é mesmo?

É o mesmo para as empresas, sem o CNPJ, esse negócio vai operar de forma ilegal e não pode executar diversas tarefas fundamentais para o seu sucesso comercial, portanto, não deixe de emitir o CNPJ.

Gostou deste artigo?Entre em contato conosco agora mesmo para aproveitar nossos serviços!

Tags: