Advogado recém-formado: Onde trabalhar e o que fazer para ganhar dinheiro?

Por: | Data: junho 7, 2022

Advogado recém-formado

O advogado recém-formado, tem a sua disposição, uma série de alternativas para ganhar dinheiro, incluindo o trabalho CLT em empresas privadas, a prestação de concurso público e o trabalho como autônomo em seu próprio escritório de advocacia.

No entanto, é preciso destacar que apesar das possibilidades, após concluir a graduação em Direito e ser aprovado no exame da OAB – Ordem dos Advogados do Brasil, muitos se perguntam: onde trabalhar como advogado recém-formado?

Para responder a essa e outras perguntas, a Já Calculei Contabilidade Online decidiu preparar um conteúdo completo sobre o assunto, fornecendo ainda, dicas e insights importantes.

Sendo assim, se você é advogado recém-formado e precisa esclarecer algumas dúvidas sobre o exercício da sua profissão, continue conosco e acompanhe este conteúdo até o final.

O que fazer depois de formar em Direito?

Após formar em direito, o advogado precisará tomar algumas decisões, dentre elas, no que diz respeito a sua área de atuação.

O Direito é amplo e possui diversas especialidades disponíveis, incluindo:

  • Direito Civil;
  • Direito Penal;
  • Direito Trabalhista;
  • Direito Tributário;
  • Direito Previdenciário;
  • Direito Administrativo;
  • Direito Ambiental;
  • Direito da Família;
  • Direito Eleitoral;
  • Direito do Consumidor;
  • Direito Internacional.

Além disso, um advogado, pode atuar em diversas funções importantes, muitas delas através de concurso público, incluindo:

  • Delegado;
  • Desembargador;
  • Fiscal;
  • Oficial de Justiça;
  • Procurador;

Contabilidade Online

Onde o advogado recém-formado pode trabalhar?

Assim como outros profissionais liberais, o advogado recém-formado pode trabalhar como:

Na iniciativa privada (CLT): Após obter o registro na OAB, um advogado recém-formado pode encontrar oportunidades para trabalhar como CLT, prestando serviços para empresas em geral ou escritórios de advocacia.

Na iniciativa privada (PJ): Os advogados também podem trabalhar na iniciativa privada por meio da celebração de contratos de prestação de serviços, como profissional PJ (sem vínculo empregatício).

Advogando para pessoas físicas: Um advogado recém-formado também pode montar uma carteira de clientes do tipo pessoa física para atender.

Concurso público: Por fim, o profissional com formação em Direito também pode prestar concurso público e ocupar cargos de Delegado, Promotor, Procurador, Oficial de Justiça, dentre outros.

Em meio às possibilidades e oportunidades disponíveis, resta ao advogado escolher aquela que melhor atende às suas necessidades e objetivos profissionais.

Advogado pessoa física ou jurídica: qual a melhor opção?

Uma das dúvidas que cercam o advogado recém-formado, diz respeito a opção entre desenvolver suas atividades como pessoa física ou pessoa jurídica.

Como pessoa física, o profissional não precisará de um CNPJ, pois desenvolverá suas atividades a partir do seu próprio CPF.

No entanto, a carga de impostos sobre a sua renda poderá ser substancialmente maior que aquela aplicável sobre advogados PJ.

Na prática, isso acontece, pois enquanto o advogado pessoa física é tributado pelo IRPF (Imposto de Renda Pessoa Física), o advogado pessoa jurídica, pode ser tributado pelo Simples Nacional.

Compare as tabelas com alíquotas e faixas de tributação:

Tabela IRPF – Advogado Pessoa Física

Base de cálculo Alíquota Parcela a deduzir
Até 1.903,98 Isento Isento
De 1.903,99 até 2.826,65 7,50% R$ 142,80
De 2.826,66 até 3.751,05 15% R$ 354,80
De 3.751,06 até 4.664,68 22,50% R$ 636,13
Acima de 4.664,68 27,50% R$ 869,36

 Tabela Simples Nacional – Advogado Pessoa Jurídica

Faixa Receita em 12 meses Alíquota Valor a deduzir
Até 180.000,00 4,50%
De 180.000,01 a 360.000,00 9,00% R$ 8.100,00
De 360.000,01 a 720.000,00 10,20% R$ 12.420,00
De 720.000,01 a 1.800.000,00 14,00% R$ 39.780,00
De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 22,00% R$ 183.780,00
De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 33,00% R$ 828.000,00

 Considerando a grande diferença em termos de tributação, não restam dúvidas que a abertura do CNPJ pode ser uma excelente escolha para o advogado recém-formado.

Qual é o salário de um advogado recém-formado?

Quando o assunto é quanto um advogado pode ganhar, o valor é extremamente variável, pois leva em consideração uma série de possibilidades e fatores.

Contudo o site Salário.com.br, fornece uma média para as principais cidades do país. Confira algumas médias atualizadas até a data de publicação deste conteúdo:

  • São Paulo – R$ 6.249,26
  • Rio de Janeiro – R$ 5.357,70
  • Belo Horizonte – R$ 3.360,92
  • Porto Alegre – R$ 3.605,50
  • Brasília – R$ 5.798,06
  • Salvador – R$ 3.093,12

É importante deixar claro que os valores apresentados são uma média com base na renda de profissionais contratados em regime CLT.

Na maioria dos casos, profissionais que advogam de forma autônoma, possuem o próprio escritório ou prestam serviços como pessoa jurídica, alcançam remunerações maiores.

Como abrir CNPJ para advogado?

Se você é um advogado recém-formado e está interessado em abrir o seu CNPJ, seja para atuar de forma autônoma ou para montar um escritório, a Já Calculei pode ajudar.

De acordo com a legislação em vigor, o advogado que deseja abrir um CNPJ possui uma série de possibilidades e tipos de empresa a sua disposição, incluindo:

  • Sociedade Unipessoal de Advocacia – SUA;
  • Sociedade Empresária Limitada;
  • Sociedade Simples de Advocacia.

Abrir Empresa

Sendo assim, cabe ao profissional, com a orientação da sua contabilidade, optar pela opção que melhor atenda aos seus objetivos.

Após contratar um serviço de contabilidade e escolher o tipo de CNPJ que deseja abrir, o advogado recém-formado, precisará separar alguns documentos, incluindo:

  • RG e CPF;
  • Comprovante de Residência;
  • Registro na OAB – Ordem dos Advogados do Brasil.

Com a documentação em questão em mãos, a contabilidade poderá dar andamento a todos os trâmites para legalização de uma pessoa jurídica, incluindo:

  • Emissão do CNPJ;
  • Emissão da Inscrição Municipal;
  • Liberação do Alvará de Localização e Funcionamento.

Deseja saber mais e abrir um CNPJ para advogados sem qualquer complicação? Conte com o apoio e suporte da Já Calculei Contabilidade Online.

A Já Calculei atende empresas, profissionais liberais e empreendedores de todas as partes do país, oferecendo um serviço de contabilidade inovador e descomplicado.

Para conhecer os nossos serviços e abrir o seu CNPJ, clique aqui e entre em contato conosco!