DAS Simples Nacional

Por: | Data: julho 26, 2022

DAS Simples Nacional

Você sabe o que é DAS Simples Nacional, como calcular e emitir este importante documento?

Em função da sua importância, comenta-se muito sobre o assunto, no entanto, pouca gente sabe tudo o que precisa sobre a DAS Simples Nacional.

Diante disso, dentre outras coisas, você vai conferir:

  • O que é DAS Simples Nacional
  • Qual o valor do DAS Simples Nacional
  • Como emitir a DAS Simples Nacional.

Para saber mais e esclarecer todas as suas dúvidas, continue conosco e acompanhe este conteúdo até o final.

O que é DAS Simples Nacional?

DAS é a sigla para Documento de Arrecadação do Simples Nacional, documento que reúne em uma única guia o pagamento dos seguintes impostos:

  • IRPJ – Imposto de Renda Pessoa Jurídica;
  • CSLL – Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido;
  • PIS – Programa de Integração Social;
  • COFINS – Contribuição para Financiamento da Seguridade Social;
  • ICMS – Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços;
  • ISS – Imposto sobre Serviços
  • CPP – Contribuição Previdenciária Patronal;
  • IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados.

A DAS precisa ser calculada mensalmente pela contabilidade, com base no faturamento das empresas optantes pelo Simples Nacional e possui vencimento no dia 20 de cada mês.

Contabilidade Online

Qual o valor do DAS Simples Nacional?

O valor do DAS Simples Nacional varia em função do tipo de atividade desenvolvida pela empresa (CNAE) e do seu faturamento tanto no mês atual, como também nos últimos 12 meses.

A depender do tipo de atividade desenvolvida por cada empresa, são utilizados um dos seguintes CNAEs para o cálculo da guia de pagamento do Simples:

Anexo I – Comércio

Faixa Receita em 12 meses Alíquota Valor a deduzir
Até 180.000,00 4,00%
De 180.000,01 a 360.000,00 7,30% R$ 5.940,00
De 360.000,01 a 720.000,00 9,50% R$ 13.860,00
De 720.000,01 a 1.800.000,00 10,70% R$ 22.500,00
De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 14,30% R$ 87.300,00
De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 19,00% R$ 378.000,00

Anexo II – Indústria

Faixa Receita em 12 meses Alíquota Valor a deduzir
Até 180.000,00 4,50%
De 180.000,01 a 360.000,00 7,80% R$ 5.940,00
De 360.000,01 a 720.000,00 10,00% R$ 13.860,00
De 720.000,01 a 1.800.000,00 11,20% R$ 22.500,00
De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 14,70% R$ 85.500,00
De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 30,00% R$ 720.000,00

Anexo III – Serviços

Faixa Receita em 12 meses Alíquota Valor a deduzir
Até 180.000,00 6,00%
De 180.000,01 a 360.000,00 11,20% R$ 9.360,00
De 360.000,01 a 720.000,00 13,20% R$ 17.640,00
De 720.000,01 a 1.800.000,00 16,00% R$ 35.640,00
De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 21,00% R$ 125.640,00
De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 33,00% R$ 648.000,00

 Anexo IV – Serviços

Faixa Receita em 12 meses Alíquota Valor a deduzir
Até 180.000,00 4,50%
De 180.000,01 a 360.000,00 9,00% R$ 8.100,00
De 360.000,01 a 720.000,00 10,20% R$ 12.420,00
De 720.000,01 a 1.800.000,00 14,00% R$ 39.780,00
De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 22,00% R$ 183.780,00
De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 33,00% R$ 828.000,00

 Anexo V – Serviços

Faixa Receita em 12 meses Alíquota Valor a deduzir
Até 180.000,00 15,50%
De 180.000,01 a 360.000,00 18,00% R$ 4.500,00
De 360.000,01 a 720.000,00 19,50% R$ 9.900,00
De 720.000,01 a 1.800.000,00 20,50% R$ 17.100,00
De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 23,00% R$ 62.100,00
De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 30,50% R$ 540.000,00

Considerando o valor da parcela a deduzir, a alíquota mínima do Simples Nacional é de 4% sobre o faturamento e a alíquota máxima de 19,50%.

Veja um exemplo de cálculo:

  • Tipo do Anexo: III
  • Faturamento últimos 12 meses (RBT12): R$ 200.000,00
  • Faturamento no mês atual: R$ 20.000,00
  • Alíquota do Simples Nacional (ALIQ): 11,20%
  • Parcela a deduzir (PD): R$ 9.360,00

[(RBT12 x ALIQ) – PD] / RBT12

Confira o cálculo:

[(R$ 200.000,00 x 11,20%) – R$ 9.360,00] / R$ 200.000,00

(R$ 22.400,00 – R$ 9.360,00) / R$ 200.000,00

R$ 13.040/ R$ 200.000,00

Alíquota Efetiva: 6,52%

Valor do Simples Nacional: R$ 20.000,00 x 6,52% = R$ 1.304,00

Contabilidade Online

Como emitir a DAS Simples Nacional?

Por sua vez, agora que você já sabe o que é DAS Simples Nacional, conhece as alíquotas do Simples e sabe como calcular a guia, confira o passo a passo para emissão do documento:

  1. Acesse o site do Simples Nacional, clicando aqui.
  2. Escolha a opção “PGDAS-D e DEFIS – a partir de 2018” ;
  3. Acesse com seu código de acesso ou certificado digital;
  4. Caso não possua um código de acesso, clique aqui para cadastrar (guarde o código em local seguro, você precisará dele nos outros meses);
  5. Informe o CPF do Responsável Legal e CNPJ da empresa para acessar;
  6. Por fim, siga o passo a passo, preenchendo os campos corretamente para gerar DAS Simples Nacional.

Como atualizar a guia DAS Simples Nacional?

Conforme destacamos anteriormente, a DAS Simples Nacional vence no dia 20 de cada mês, e, portanto, deve ser paga até esta data. Por sua vez, quando por algum motivo, o pagamento não acontece até essa data, é necessário gerar uma segunda via atualizada.

O procedimento para geração da DAS Simples Nacional atualizada é o mesmo, no entanto, o valor a ser pago será corrigido com multa e juros.

Além disso, se muitas parcelas estiverem em atraso é possível solicitar o parcelamento da dívida, respeitadas as condições abaixo:

  • Os débitos são parcelados entre 2 e 60 prestações;
  • O valor mínimo de cada parcela é de R$ 300,00;
  • O valor de cada parcela é acrescido de juros, utilizando como referência a taxa Selic;
  • A primeira parcela deve ser quitada no mês de opção pelo parcelamento;
  • As demais parcelas devem ser pagas até o último dia útil de cada mês.

Deseja saber mais sobre a DAS Simples Nacional e esclarecer outras dúvidas? Conte com a Já Calculei Contabilidade.

Aqui você encontra tudo o que a sua empresa precisa para ficar em dia com o fisco, com mensalidades a partir de R$ 99,00.

Clique aqui, entre em contato conosco e conheça os nossos serviços em contabilidade online.