Como gerar boleto do Simples Nacional (DAS)

Por: | Data: julho 13, 2021

Como gerar boleto do Simples Nacional

Como gerar boleto do Simples Nacional (DAS)? Essa é uma dúvida muito comum entre empresários e empreendedores e pode também ser a sua.

Nesse conteúdo, a Já Calculei apresenta um passo a passo completo para gerar boleto do Simples Nacional e responde a uma série de dúvidas sobre esse importante regime tributário, confira!

O que é Simples Nacional?

O Simples Nacional é um regime tributário simplificado destinado a micro e pequenas empresas, ou seja, aquelas cujo faturamento anual não ultrapasse R$ 4,8 milhões.

Neste regime tributário, as empresas pagam seus impostos por meio de uma guia única que reúne uma série de tributos:

  • IRPJ – Imposto de Renda Pessoa Jurídica;
  • CSLL – Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido;
  • PIS – Programa de Integração Social;
  • COFINS – Contribuição para Financiamento da Seguridade Social;
  • ICMS – Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços;
  • ISS – Imposto sobre Serviços
  • CPP – Contribuição Previdenciária Patronal.

A unificação de tributos em guia única facilita as rotinas das empresas e contribui para a redução da carga tributária sobre os seus negócios.

Abrir Empresa

O que é DAS?

DAS – Documento de Arrecadação do Simples Nacional, é a guia, ou seja, o boleto utilizado para pagamento dos impostos devidos por empresas participantes do Simples Nacional.

A DAS precisa ser calculada mensalmente pelo seu contador e possui vencimento no dia 20 de cada mês.

O cálculo da DAS, leva em consideração as seguintes informações:

  • Anexo de enquadramento da empresa;
  • Atividades exercidas pela empresa;
  • Faturamento no mês de apuração;
  • Faturamento nos últimos 12 meses;
  • Valor da folha de pagamento (para empresas no Anexo V).

O que são anexos do Simples Nacional?

O Simples Nacional possui 5 anexos que separam as empresas por tipos de atividade e apresentam as alíquotas que devem ser utilizadas para o cálculo e apuração dos impostos.

As alíquotas utilizadas no cálculo do Simples Nacional podem variar entre 4% e 33% sobre as receitas mensais de acordo com o faturamento e a atividade das empresas.

No entanto, como os anexos contam com uma parcela de dedução, essas alíquotas acabam sendo menores, na prática.

Os anexos l são fundamentais para que a contabilidade possa gerar o boleto do Simples Nacional corretamente.

Confira logo abaixo, os anexos do Simples Nacional, suas alíquotas e faixas de faturamento:

Anexo I – Comércio

Faixa Alíquota Valor a Deduzir Receita Bruta em 12 Meses
1ª Faixa 4,00% Até 180.000,00
2ª Faixa 7,30% 5.940,00 De 180.000,01 a 360.000,00
3ª Faixa 9,50% 13.860,00 De 360.000,01 a 720.000,00
4ª Faixa 10,70% 22.500,00 De 720.000,01 a 1.800.000,00
5ª Faixa 14,30% 87.300,00 De 1.800.000,01 a 3.600.000,00
6ª Faixa 19,00% 378.000,00 De 3.600.000,01 a 4.800.000,00

Anexo II – Indústria

Faixa Alíquota Valor a Deduzir Receita Bruta em 12 Meses
1a Faixa 4,50% Até 180.000,00
2a Faixa 7,80% 5.940,00 De 180.000,01 a 360.000,00
3a Faixa 10,00% 13.860,00 De 360.000,01 a 720.000,00
4a Faixa 11,20% 22.500,00 De 720.000,01 a 1.800.000,00
5a Faixa 14,70% 85.500,00 De 1.800.000,01 a 3.600.000,00
6a Faixa 30,00% 720.000,00 De 3.600.000,01 a 4.800.000,00

Anexo III – Serviços

Faixa Alíquota Valor a Deduzir Receita Bruta em 12 Meses
1a Faixa 6,00% Até 180.000,00
2a Faixa 11,20% 9.360,00 De 180.000,01 a 360.000,00
3a Faixa 13,50% 17.640,00 De 360.000,01 a 720.000,00
4a Faixa 16,00% 35.640,00 De 720.000,01 a 1.800.000,00
5a Faixa 21,00% 125.640,00 De 1.800.000,01 a 3.600.000,00
6a Faixa 33,00% 648.000,00 De 3.600.000,01 a 4.800.000,00

Anexo IV – Serviços

Faixa Alíquota Valor a Deduzir Receita Bruta em 12 Meses
1a Faixa 4,50% Até 180.000,00
2a Faixa 9,00% 8.100,00 De 180.000,01 a 360.000,00
3a Faixa 10,20% 12.420,00 De 360.000,01 a 720.000,00
4a Faixa 14,00% 39.780,00 De 720.000,01 a 1.800.000,00
5a Faixa 22,00% 183.780,00 De 1.800.000,01 a 3.600.000,00
6a Faixa 33,00% 828.000,00 De 3.600.000,01 a 4.800.000,00

Anexo V – Serviços

Faixa Alíquota Valor a Deduzir Receita Bruta em 12 Meses
1a Faixa 15,50% Até 180.000,00
2a Faixa 18,00% 4.500,00 De 180.000,01 a 360.000,00
3a Faixa 19,50% 9.900,00 De 360.000,01 a 720.000,00
4a Faixa 20,50% 17.100,00 De 720.000,01 a 1.800.000,00
5a Faixa 23,00% 62.100,00 De 1.800.000,01 a 3.600.000,00
6a Faixa 30,50% 540.000,00 De 3.600.000,01 a 4.800.000,00

Contabilidade Online

Passo a Passo como gerar boleto do Simples Nacional

Agora que você já saber o que é DAS e conhece os anexos do Simples, vamos apresentar o passo a passo para gerar boleto do Simples Nacional, confira:

  1. Acesse o site do Simples Nacional, clicando aqui.
  2. Escolha a opção “Emissão de DAS Avulso” ;
  3. Acesse com seu código de acesso ou certificado digital;
  4. Caso não possua um código de acesso, clique aqui para cadastrar (guarde o código em local seguro, você precisará dele nos outros meses);
  5. Informe o CPF do Responsável Legal e CNPJ da empresa para acessar;
  6. Por fim, siga o passo a passo, preenchendo os campos corretamente para gerar boleto do Simples Nacional.

O correto preenchimento das informações para geração da guia do Simples Nacional é essencial para evitar erros na declaração e pagamento do imposto.

Erros na geração da guia podem resultar no pagamento de imposto à maior e até mesmo em multas e sanções por parte do fisco.

Evite problemas com o fisco, conte com o apoio de quem realmente entende do assunto, venha para a Já Calculei.

Conheça as vantagens de escolher a Já Calculei como a contabilidade da sua empresa e contrate um dos nossos planos, agora mesmo.

Possui alguma dúvida? Clique aqui e entre em contato com o nosso time de contadores especialistas!

 

Tags: , ,