Gestão financeira para pequenas empresas: o que é e como fazer?

Por: | Data: agosto 4, 2022

Gestão financeira para pequenas empresas

Como fazer uma boa gestão financeira para pequenas empresas? Sem dúvida alguma, a resposta para essa pergunta pode fazer muita diferença para os resultados e crescimento do seu negócio.

Sabendo disso, a Já Calculei Contabilidade preparou um conteúdo completo com uma série de dicas e informações importantes para melhorar a gestão financeira da sua empresa.

Confira o que você vai conferir ao longo deste conteúdo:

  • O que é gestão financeira para pequenas empresas
  • Como fazer a gestão financeira de uma pequena empresa
  • Erros que não se pode cometer na gestão financeira de pequenas empresas

Para saber mais sobre o assunto e otimizar a gestão financeira da sua empresa, continue conosco e acompanhe este artigo até o final.

O que é gestão financeira para pequenas empresas

A gestão financeira para pequenas empresas é uma ferramenta fundamental para o bom desenvolvimento dos negócios, auxiliando empresários e gestores na tomada de decisões assertivas em favor da saúde financeira e do crescimento das suas empresas.

Quando falamos em gestão financeira, basicamente, estamos nos referindo às estratégias para organizar e monitorar todas as movimentações financeiras do negócio, sejam elas, entradas ou saídas, receitas ou despesas.

Abrir Empresa

Com uma visão geral e integrada das finanças empresariais, baseada em relatórios, informações precisas e indicadores, o empresário consegue obter uma visão realista da saúde financeira da sua empresa e com isso, fazer boas escolhas.

Em outras palavras e em contrapartida, podemos afirmar que nos casos onde as melhores práticas de gestão financeira para pequenas empresas não são colocadas em prática, as chances de tudo dar errado, crescem significativamente.

Não descuide da gestão financeira da sua empresa, segundo dados de uma pesquisa do Sebrae divulgada pela Agência Brasil, o percentual de pequenas empresas que encerraram suas atividades em cinco anos é de 17%, enquanto que nas microempresas, a mortalidade cresce para 21,6%.

Os números chamam bastante atenção, principalmente quando consideramos que boa parte destes encerramentos poderiam ser evitados com a adoção de ferramentas de controle e gestão financeira para pequenas empresas.

Ninguém inicia um negócio pensando em encerrar suas atividades, portanto, comece o quanto antes a revisar e colocar em prática as melhores ações de gestão financeira empresarial.

Como fazer a gestão financeira de uma pequena empresa?

Agora que você já sabe o que é gestão financeira para pequenas empresas, é hora de conferir algumas dicas e ações que você precisa colocar em prática para otimizar a gestão financeira dos seus negócios.

1.Organize e registre receitas e despesas

O primeiro passo quando o objetivo é melhorar a gestão financeira para pequenas empresas, diz respeito à organização das contas, ou seja, ao registro e categorização de todas as receitas e despesas da sua empresa.

Você precisa saber e conhecer de perto, tudo o que entra e sai da sua empresa em recursos financeiros, pois somente com base nessas informações, será possível otimizar as finanças.

Para isso, você precisará fazer uso de um sistema de gestão financeira, com ferramentas de controle de contas a pagar e a receber, bem como, o controle de fluxo de caixa.

Vale destacar que com um bom controle de fluxo de caixa, você não apenas controla a movimentação financeira do presente, como também, pode elaborar estimativas e previsões para períodos futuros, evitando tomar decisões que prejudiquem a saúde financeira da empresa em outro momento.

2.Realize conciliações bancárias

A conciliação bancária é uma ferramenta utilizada para conferência de tudo o que foi registrado no sistema de gestão financeira e o que de fato foi movimentado pela conta bancária da empresa.

Desta forma, é possível ter a certeza de que tudo o que foi efetivamente movimentado e transacionado, está devidamente registrado no sistema, evitando distorções nos relatórios e indicadores financeiros do negócio.

3.Acompanhe relatórios e indicadores

Quando o assunto é a gestão financeira para pequenas empresas, outro item muito importante, reside no controle, análise e acompanhamento dos principais indicadores financeiros do negócio.

O empresário precisa conhecer de perto a realidade financeira da sua empresa e a melhor alternativa para isso é a análise de relatórios como balanço, DRE e indicadores como lucratividade e rentabilidade.

Na prática, quanto maior o número de informações de qualidade em seu poder, melhores serão as suas decisões e com isso, a organização e os resultados do seu negócio.

Erros que não se pode cometer na gestão financeira de pequenas empresas

Agora que você já sabe o que é gestão financeira e conferiu algumas dicas para otimizar as finanças do seu negócio, é hora de conferir alguns erros comuns, que não se pode cometer.

1.Não definir um pró-labore

Quando o assunto é a gestão financeira para pequenas empresas, este é um erro clássico de boa parte dos empresários e empreendedores. Assim, como qualquer funcionário, você precisa ter uma remuneração pré-definida.

Você não pode tirar dinheiro do caixa da sua empresa, para uso pessoal, sem qualquer tipo de controle. Defina um pró-labore mensal, compatível com o seu padrão de vida e a capacidade de pagamento da sua empresa.

Após definir um pró-labore, não faça outras retiradas, exceto a título da distribuição de lucros, em momento apropriado, e com seu devido registro no balanço contábil.

2.Misturar contas pessoa física e jurídica

Outro erro muito comum na gestão financeira para pequenas empresas está no ato de misturar contas pessoa física e jurídica. Evite cometer esse erro, pois isso tornará praticamente impossível gerenciar as finanças do seu negócio de forma adequada.

A empresa precisa ter sua própria conta bancária e você não deve fazer uso dela para pagar compromissos e despesas pessoais, sob o risco de influenciar na precisão dos relatórios e até mesmo nos resultados do seu negócio.

3.Não registrar todas as entradas e saídas

Para manter a organização e o controle financeiro da sua empresa, absolutamente todas as entradas e saídas, por menor e aparentemente mais insignificantes que sejam, precisam ser registradas.

Utilize um sistema de gestão financeira e estabeleça este tipo de controle nos seus negócios, certamente você descobrirá despesas que podem ser cortadas ou reduzidas, maximizando os rendimentos da sua empresa.

Contabilidade Online

4.Não definir uma reserva para emergências

Por fim, mas não menos importante, dentro de uma estratégia assertiva de gestão financeira para pequenas empresas, procure constituir uma reserva de emergência.

Destine parte dos lucros para uma aplicação segura e rentável, utilizada apenas em casos extremos e situações imprevistas. Desta forma, você preserva a saúde financeira da sua empresa e poderá enfrentar com tranquilidade, momentos de instabilidade.

Deseja saber mais sobre gestão financeira e outros assuntos de grande relevância para os seus negócios? Salve o blog da Já Calculei Contabilidade nos favoritos!