Certificado digital: Como fazer?

Por: | Data: novembro 10, 2021

Certificado Digital

Certificado digital como fazer? Essa é uma dúvida muito comum entre empresários e empreendedores e pode ser também a sua.

Pensando nisso, decidimos preparar um conteúdo completo sobre o assunto, explicando em detalhes o que é um certificado digital, quanto custa, quais os seus tipos e o que você precisa para fazer certificado digital.

Deseja saber mais sobre como fazer certificado digital? Continue conosco e acompanhe esse conteúdo até o final.

O que é certificado digital?

O certificado digital funciona como uma espécie de assinatura eletrônica que fornece autenticidade a documentos emitidos por pessoas físicas ou jurídicas em meio digital, ou fornece acesso a determinados ambientes on-line, como o portal e-cac da Receita Federal.

Em outras palavras, podemos dizer que um certificado digital funciona como uma identidade virtual da sua empresa.

Diante disso, ele será utilizado em diversas situações, dentre as quais, podemos destacar:

  • Para emissão de notas fiscais eletrônicas;
  • Para o envio de declarações e obrigações acessórias ao fisco;
  • Para realização de transações bancárias;
  • No envio ou acesso a documentos e processos judiciais;
  • No acesso a ambientes restritos da Receita Federal na internet;
  • Para registro digital de empresas na Junta Comercial;
  • Dentre outras situações importantes.

Na sequência você confere a diferença entre certificado A1 e A3 e sobre como fazer certificado digital.

Qual a diferença entre o certificado digital A1 e A3?

Quando o assunto são os certificados digitais para empresas, existem dois tipos no mercado: O certificado digital A1 e o certificado digital A3.

Você sabe a diferença entre os certificados A1 e A3? Confira!

Certificado digital A1

Os certificados digitais do tipo A1 podem ser instalados diretamente no computador do usuário, e geralmente, contam com validade de 1 ano.

Vantagens:

  • Pode ser instalado em diversos computadores e em dispositivos móveis;
  • Permite a realização de cópias de segurança e backup;
  • Permite a instalação em nuvem.

Desvantagens:

  • Possui validade de apenas 1 ano;
  • Devido a menor validade acaba sendo mais caro que o certificado digital A3.

Certificado digital A3

Por sua vez, o certificado digital A3 é armazenado em mídias externas, como um cartão ou token, e geralmente, contam com validade de 3 anos.

Vantagens:

  • Maior segurança, uma vez que não pode ser copiado ou instalado em vários computadores;
  • Possui maior validade, normalmente de 3 anos.

Desvantagens:

  • Pode ser perdido, roubado ou danificado;
  • Só pode ser utilizado em um computador por vez;
  • Não permite a realização de backup.

Passo a passo: como fazer certificado digital

Precisando fazer um certificado digital? A Já Calculei ajuda você, confira o passo a passo que preparamos sobre como fazer certificado digital e tire todas as suas dúvidas.

  1. Escolha o tipo de certificado adequado para as suas necessidades;
  2. Entre no site da autoridade certificado e agende uma certificação;
  3. Efetue o pagamento do certificado digital;
  4. Separe os documentos solicitados;
  5. Visite na data e hora marcada a certificadora;
  6. Assine a documentação solicitada e aguarde a emissão do certificado.

Agora que você já sabe como fazer certificado digital, confira no próximo tópico, os principais tipos de certificado disponíveis no mercado.

Contabilidade Online

Quais os principais tipos de certificado digital?

Você já sabe como fazer certificado digital, no entanto, também é importante que você saiba que existem diversos tipos e modelos de certificado digital disponíveis no mercado, confira:

Tipo A (certificado de assinatura digital A1, A3, A4): Esse é um dos tipos de certificado digital mais utilizados no mercado. Ele serve para garantir a validade e a autenticidade de qualquer documento virtual, incluindo contratos e notas fiscais.

Tipo S (certificado de sigilo S1, S3, S4): O certificado digital do tipo S garante não só a autenticidade, mas também a autenticidade de documentos transmitidos em meio virtual, impedindo o acesso de pessoas não autorizadas a determinado conteúdo.

Tipo T (certificado de tempo T3): Por sua vez, o certificado digital tipo T, também conhecido como certificado digital de tempo, tem como objetivo atestar a data e hora exata que determinado documento foi emitido, evitando falsificações e adulterações.

Certificado e-CPF: Como o próprio nome indica, o certificado digital e-CPF é utilizado para atestar a veracidade e autenticidade de documentos emitidos por pessoas físicas, possibilitando a assinatura de contratos ou o acesso a ambientes restritos da Receita Federal, como a consulta de declaração do Imposto de Renda em malha fina.

Certificado e-CNPJ: Como o próprio nome também indica, o certificado e-CNPJ é aquele utilizado por empresas para acesso a ambientes virtuais da Receita Federal, assinatura de documentos virtuais, emissão de notas fiscais eletrônicas e para transmissão de declarações ao fisco.

NF-e: Por fim, temos o certificado digital NF-e, que é utilizado exclusivamente para emitir e garantir a autenticidade de notas fiscais eletrônicas.

Como fazer certificado digital? Quanto custa um certificado digital?

O custo de um certificado digital pode variar de acordo com o seu tipo e autoridade certificadora.

Em geral, um certificado digital do tipo A1 (digital e com validade de 1 ano) custa em média R$ 200,00.

Por sua vez, o certificado digital A3 (cartão ou token com validade de 3 anos) custa em média R$ 500,00.

Sendo assim, confira as principais vantagens e desvantagens de cada opção e escolha aquele que melhor se adapta às necessidades do seu negócio.

Serviços da Receita Federal que necessitam de certificado digital

Agora que você já sabe como fazer certificado digital, consulte alguns serviços disponibilizados pela Receita Federal que necessitam de certificado:

  • Opção pelo Domicílio Tributário Eletrônico – DTE;
  • Consulta Situação do Pedido no CNPJ;
  • Consulta Quadro de Sócios e Administradores no CNPJ;
  • Consulta Pendências – Situação Fiscal;
  • Notificações e Autos relativos à Entrega de Declarações;
  • Intimações de Omissos na Entrega de Declarações;
  • Entrega de Obrigação Acessória – Formulários online e Arquivo de Dados;
  • Consulta Despacho Decisório PER/DCOMP;
  • Intimações Malha DCTF;
  • Regularização de Débitos – Aviso de Cobrança;
  • Extrato Malha Fiscal Pessoa Jurídica;
  • Consulta Ação Fiscal do Simples Nacional;
  • Cópia de Declaração;
  • Assinar e Transmitir DCTFWeb;
  • Extrato do Processamento da DIPJ;
  • Extrato do Processamento da DIRF;
  • Consulta Acesso à Escrituração Contábil – SPED;
  • Dentre outros serviços importantes.

Gostou das nossas dicas sobre como fazer certificado digital? Salve o blog da Já Calculei nos favoritos e fique por dentro de outros conteúdos interessantes para o seu negócio!