Trabalho autônomo: O que é, como funciona, quais as vantagens?

Por: | Data: agosto 17, 2021

Trabalhadores Autonomos

Dados do IBGE – Instituto Nacional de Geografia e Estatística apontam que o Brasil conta com pouco aproximadamente 24 milhões de trabalhadores autônomos.

O número é expressivo, vem registrando crescimento nos últimos anos e tem chamado a atenção do governo e também dos especialistas.

Para muitos, o número crescente de autônomos é um indicador preocupante, pois costuma ser um reflexo relacionado à falta de oportunidades no mercado de trabalho.

No entanto, para outros, o número crescente de autônomos pode também refletir, o número de trabalhadores que decidem empreender e trabalhar por conta própria em busca de maior retorno financeiro e flexibilidade.

Qual a sua opinião sobre o assunto? Você trabalha ou pretende trabalhar como profissional autônomo?

Neste conteúdo, vamos debater o assunto e retirar todas as suas dúvidas, incluindo o que é o trabalho autônomo, suas vantagens e forma de tributação, vale a pena conferir!

O que é trabalho autônomo?

Considera-se como trabalho autônomo a atividade exercida de forma liberal por profissionais que forneçam produtos ou prestam serviços para pessoas físicas e empresas por conta própria e sem vínculo empregatício.

Como não possui vínculo empregatício com os seus contratantes, o profissional autônomo assume seus próprios riscos e não conta com as garantias da CLT, como por exemplo:

  • 13º salário;
  • Férias remuneradas;
  • Irredutibilidade de salários;
  • Hora extra;
  • Dentre outros benefícios e vantagens.

No entanto, por outro lado, esse profissional é dono do próprio negócio e conta com maior liberdade e flexibilidade para cumprir horários e definir os seus próprios métodos de trabalho.

Por sinal, a depender das suas atividades, o trabalhador autônomo pode trabalhar até mesmo no conforto da sua própria casa.

Veja alguns exemplos de trabalhadores que exercem ou podem exercer atividades como autônomo:

  • Motoristas de aplicativos;
  • Professores particulares;
  • Técnicos de informática;
  • Pedreiros;
  • Pintores e eletricistas;
  • Dentre outros profissionais.

Trabalhador autônomo x Profissional liberal

Quando falamos de trabalho autônomo é muito importante destacar a diferença entre os profissionais autônomos e liberais, levando em consideração que os conceitos são diferentes, mas costumam gerar dúvidas.

Conforme destacamos e exemplificamos no tópico anterior, os trabalhadores autônomos são aqueles que trabalham e prestam serviços por conta própria.

No entanto, e quanto ao profissional liberal, existe alguma diferença? Muitos acreditam que não, mas na prática existe diferença.

Profissional liberal é aquele que pode prestar serviços como pessoa física (autônomo) ou pessoa jurídica, mas que em todos os casos é responsável pelos seus próprios atos.

Outra característica que diferencia o profissional liberal do trabalhador autônomo é o seu registro em conselhos de classe como a OAB, o CREA, o CRM, o CRC, dentre alguns outros.

Trabalhador autônomo x MEI

Outro assunto que merece uma explicação especial é a relação entre o trabalho autônomo e o MEI.

MEI – Microempreendedor Individual é uma modalidade de formalização para trabalhadores autônomos criada pelo Governo Federal.

Quem atua como trabalhador autônomo e decide formalizar abrir o MEI, recebe um CNPJ, pode contratar no máximo um funcionário e emitir notas fiscais.

No entanto, vale destacar que não são todas as atividades que estão disponíveis para o MEI e que além disso, o limite de faturamento anual neste regime é de apenas R$ 81 mil ao ano.

Apesar de garantir alguns benefícios, o MEI possui certas limitações, o que tem feito muita gente migrar de MEI para ME.

CNPJ para autônomo: Vale a pena? Como funcionam os impostos para autônomos?

Uma das dúvidas mais comuns entre os trabalhadores autônomos diz respeito à abertura do CNPJ.

Afinal, vale a pena para um trabalhador autônomo abrir CNPJ? Podemos afirmar que sim.

Por mais que muitos acreditem que ao abrir um CNPJ vão pagar mais impostos, isso não é uma verdade, na prática, o autônomo que decide abrir um CNPJ acaba pagando menos impostos.

O trabalhador autônomo precisa contribuir com dois tributos, são eles:

  • IRPF – Imposto de Renda Pessoa Física;
  • INSS – Contribuição Previdenciária.

A alíquota do Imposto de Renda pode chegar a 27,5% sobre os rendimentos, enquanto a alíquota de INSS para autônomos é de 20%.

Como podemos ver, as alíquotas são elevadas, fato que acaba comprometendo boa parte dos rendimentos de quem trabalha como autônomo.

Por outro lado, o trabalhador que decide abrir um CNPJ, encontra opções econômicas de tributação.

Dentre as opções, está o Simples Nacional, com alíquotas a partir de 4% sobre o faturamento.

Por fim, vale destacar que ao abrir um CNPJ, o trabalhador também garante economia na sua contribuição para o INSS que passa de 20% para 11%.

Abrir Empresa

Trabalhador autônomo precisa de contador?

Você sabia que o trabalhador autônomo atua em seu próprio CPF, ou seja, sem CNPJ ele precisa de contador?

Os trabalhadores autônomos precisam preencher mensalmente o Carnê Leão e gerar as guias para pagamento do imposto de renda e do INSS.

Vale destacar que aqueles que não contam com um contador e não cumprem as obrigações que comentamos acima, podem cair na malha fina da Receita Federal, sofrer multas e sanções.

Vantagens do trabalho autônomo

Confira quais são as principais vantagens do trabalho autônomo:

  • Maior autonomia;
  • Flexibilidade de horários;
  • Você como seu próprio patrão;
  • Pode prestar serviço para várias empresas;
  • Chances de conquistar uma boa remuneração;
  • Pode abrir CNPJ e emitir notas fiscais;
  • Dentre outras vantagens importantes.

Desvantagens do trabalho autônomo

Confira agora, quais são as principais desvantagens do trabalho autônomo:

  • Não possui direito a férias remunerada;
  • Não possui direito a 13º salário;
  • Você é o único responsável pelo seu trabalho;
  • Não possui renda garantida no final do mês;
  • Precisa contribuir por conta própria para o INSS;
  • Dentre outras desvantagens.

Como abrir um CNPJ para autônomo?

Por fim, agora que você já conhece tudo sobre o trabalho autônomo, incluindo vantagens, desvantagens e forma de tributação, solicite a abertura do seu CNPJ, formalize as suas atividades e pague menos impostos.

Deseja saber mais sobre como abrir um CNPJ para autônomo? Entre em contato conosco, a Já Calculei Contabilidade Online conta com um time de especialistas para orientar você.

Abrir o seu CNPJ com a Já Calculei é muito simples, veja:

  1. Clique aqui e preencha o seu cadastro em nosso chatbot;
  2. Escolha um dos nossos planos e ganhe abertura de empresa grátis;
  3. Efetue o pagamento da primeira mensalidade.

Pronto! Agora basta aguardar alguns dias enquanto abrimos e regularizamos o seu CNPJ.

Com um CNPJ ativo, você terá mais oportunidades de negócios e chances de crescimento! Conte sempre conosco!

Tags: ,