O que é capital de giro?

Por: | Data: agosto 26, 2021

O que é capital de giro?

Você sabe o que é capital de giro? Qual é a sua importância para o empreendimento? É fundamental que todo empreendedor saiba tudo sobre esse assunto.

Não importa qual é o tamanho ou o setor de atuação da companhia, o capital de giro está relacionado diretamente com a saúde financeira da empresa e a má administração desse recurso pode causar a falência do negócio.

Pensando nisso, diversas informações importantes sobre o assunto estão reunidas nesse texto para você entender melhor sobre esse conceito e como a contabilidade online pode ajudar.

Afinal, o que é capital de giro? Entenda!

De forma geral, o capital de giro é o dinheiro que o empreendimento possui para manter a empresa funcionando, ou seja, é todo recurso utilizado para pagar os custos operacionais. Isso significa que quando não há o capital de giro, a empresa não se movimenta sem evitar que o caixa entre no vermelho.

Esse montante financeiro se agrupa não apenas no caixa, mas também nos investimentos de liquidez alta, nas contas de banco e em outros espaços que podem ser acessados facilmente e usado no cumprimento de várias obrigações do negócio, como:

1. Tributos;

2. Energia;

3. Estoque;

4. Salários;

5. Aluguel;

6. Internet;

7. Água.

Obviamente a empresa pode ter outros recursos financeiros, os investimentos fixos, por exemplo, porém, esses ativos não poderão ser usados prontamente para arcar com qualquer operação.

Ao contrário do que muitos empreendedores acreditam, o capital de giro não se categoriza como luxo, se trata de uma ferramenta de gestão, logo, não é opcional.

Abrir Empresa

Por que o capital de giro é tão importante?

O capital de giro é importante, pois, esse recurso assegura a saúde financeira do empreendimento e fornece ao negócio:

• Benefício de financiamento para o consumidor nas vendas realizadas a prazo;

• Mantém o estoque;

• Garante que os fornecedores serão pagos, seja para comprar mercadoria de revenda, seja para adquirir matéria-prima;

• Arca com os pagamentos de impostos, dos salários e qualquer outro custo operacional.

É importante ter um capital de giro saudável para garantir que o negócio não sofra muitos prejuízos durante as crises.

Quando o momento é bom para a empresa, deve ser assegurado de que a companhia possua capital para continuar operando durante pelos menos seis meses.

Entenda também que o capital de giro é fundamental para o empreendimento, pois, proporciona segurança para o empreendedor, os acionistas e a equipe de colaboradores.

Como calcular o capital de giro?

Para descobrir qual é o capital de giro líquido (CGL) é preciso conhecer qual é a diferença entre:

• Ativo circulante (AC);

• Passivo circulante (PC).

O capital de giro líquido é igual o ativo circulante menos o passivo circulante, como na fórmula a seguir:

• CGL = AC – PC.

Desta forma, quanto mais capital de giro está disponível para a companhia, maior é a folga financeira desse negócio, consequentemente, ainda que a empresa enfrente alguma crise, ela é capaz de manter as atividades em funcionamento.

Está gostando deste texto? Não deixe de conferir outras postagens do blog !

Como ter um capital de giro saudável? Descubra!

Não há dúvida de que é necessário se preocupar com o capital de giro, não é mesmo? Se você entendeu a importância desse montante, certamente quer saber o que deve ser feito para ter esse recurso disponível.

Veja só algumas dicas.

#1: Mantenha a disciplina

Em hipótese alguma utilize o capital de giro para arcar despesas sem repor essa quantia quando o recurso entrar no caixa, geralmente, isso é o início da ruína de uma empresa.

Logo, é preciso ter disciplina, reponha aquilo que foi retirado e reduza os possíveis prejuízos que vão acontecer futuramente.

#2: Faça a antecipação de pagamentos

Quem precisa de mais recursos no caixa pode buscar por instituições financeiras para acessar os valores que só seriam recebidos no futuro, contudo, é necessário ter cautela.

O empreendedor deve pensar nas taxas de juros que serão cobradas por esse tipo de serviço e avaliar se realmente é uma estratégia que valha à pena.

#3: Elimine alguns gastos

Identifique quais são os custos que poderão ser eliminados e faça tudo o que for preciso para cortar esse gasto.

Ademais, também é necessário ter atenção no fluxo de caixa para que as finanças se mantenham em dia, já que muitos negócios acabam falindo justamente por causa do péssimo controle do capital de giro.

#4: Entenda como funciona negociação com clientes e fornecedores

É vital diminuir os prazos do financiamento com os clientes quando for possível, embora seja uma estratégia complicada, já que a concorrência pode fornecer melhores condições, você deve tentar.

Negociar com o fornecedor é uma estratégia interessante, pois permite encontrar maneiras de pagamento vantajosas. É possível conseguir um prazo maior ou, até mesmo, baratear preços quando o pagamento é à vista, por exemplo.

#5: Busque ajuda de contabilidade online

Saiba que a contabilidade online é uma inovação do segmento cuja missão é proporcionar valor no setor contábil e tornar menos complexa a rotina de muitos empreendedores.

Seguramente, esse serviço consegue realizar os serviços que o negócio precisa por meio da facilidade e otimização da internet.

Gostou deste guia? Conheça os nossos planos e custos que podem te ajudar!

Tags: