Fluxo de Caixa Descontado: O que é e como fazer

Por: | Data: novembro 8, 2021

Fluxo de Caixa Descontado- O que é e como fazer

Você sabe o que é e como calcular o Fluxo de Caixa Descontado? Entenda o conceito, confira um exemplo prático e tire suas dúvidas.

O Fluxo de Caixa Descontado é um tipo de modelo financeiro que estima o valor de uma empresa ao prever seus fluxos de caixa futuros e descontá-los para chegar a um valor presente e atual.

A realização de uma análise de Fluxo de Caixa Descontado é a melhor maneira de chegar a uma estimativa fundamentada, quer você esteja considerando o custo de um projeto específico, comprando ações de uma empresa de capital aberto ou investindo em uma empresa privada.

Esse tipo de análise pode ajudar investidores, proprietários de negócios e consultores de transações a avaliar o valor de mercado atual de uma empresa e, em seguida, avaliar se isso a empresa está sub ou supervalorizada.

O que é análise de Fluxo de Caixa Descontado?

A análise de Fluxo de Caixa Descontado é um método de avaliação intrínseco usado para estimar o valor de um investimento com base em seus fluxos de caixa previstos.

Ele estabelece uma taxa de retorno ou taxa de desconto considerando dividendos, lucros, fluxo de caixa operacional ou fluxo de caixa livre que é então usado para estabelecer o valor do negócio fora de outras considerações de mercado.

Em outras palavras: parece responder à pergunta: “Quanto dinheiro vou receber com este investimento ao longo de um período de tempo e como isso se compara ao valor que eu poderia ganhar com outros investimentos?”

Contabilidade Online

Como fazer a análise de Fluxo de Caixa Descontado?

Para realizar uma análise de Fluxo de Caixa Descontado as suposições devem ser feitas sobre uma variedade de fatores, incluindo:

  • O crescimento de vendas previsto;
  • As margens de lucro de uma empresa;
  • A taxa de juros sobre o investimento inicial no negócio;
  • O custo de capital e riscos potenciais para o valor subjacente da empresa (também conhecido como taxa de desconto).

Na prática, quanto mais informações você tiver sobre as finanças de uma empresa, mais simples será.

Com tantas variáveis, é fácil ver por que precificar um negócio pode ser difícil e por que a maioria dos investidores e empresários optam por usar vários tipos de modelos de avaliação para informar sua tomada de decisão junto com a análise de Fluxo de Caixa Descontado.

Aqui está a fórmula básica para uma análise de Fluxo de Caixa Descontado:

DFC – Fluxo de Caixa Descontado: É a soma de todos os fluxos de caixa descontados futuros que se espera que um investimento produza.

FC: Fluxo de caixa para um determinado ano.

r: Taxa de desconto ou taxa de retorno do investimento, expressa na forma decimal.

Como calcular o fluxo de caixa livre descontado?

Digamos que você esteja pensando em comprar uma participação de 10% em uma empresa privada que possui um modelo de negócios estabelecido que é lucrativo e sua receita está crescendo a uma taxa consistente de 5% ao ano.

No ano passado, gerou R$ 2 milhões em fluxo de caixa, portanto, uma participação de 10% provavelmente teria dado a você R$ 200.000,00 se tivesse comprado no ano passado.

Aqui está uma explicação simplificada de como a análise de Fluxo de Caixa Descontado pode ajudá-lo a determinar quanto você deve pagar razoavelmente por essa participação de 10%:

Este ano, o negócio lhe daria R$ 210.000,00 assumindo que a empresa estabeleceu um crescimento de receita de 5% ao ano. No próximo ano, R$ 220.500,00 e assim por diante, presumindo-se que a taxa de crescimento da empresa permaneça consistente.

Suponhamos também que sua taxa de retorno composta alvo seja de 14% – ou seja, a taxa de retorno que você sabe que provavelmente pode alcançar com outros investimentos.

Na prática, isso significa que você não gostaria de comprar a participação no negócio a menos que soubesse que poderia atingir pelo menos essa taxa de retorno.

Por causa disso, 14% se torna a taxa de desconto (r) que você aplica a todos os fluxos de caixa futuros para o investimento potencial.

Veja como ficaria a fórmula para cálculo do Fluxo de Caixa Descontado:

Os numeradores na equação acima representam os fluxos de caixa anuais esperados, assumindo uma taxa de crescimento de 5% ao ano.

Enquanto isso, os denominadores convertem esses fluxos de caixa em seu valor presente, uma vez que são divididos por sua meta de juros compostos anuais de 14%.

O Fluxo de Caixa Descontado é a soma de todos os fluxos de caixa futuros e é o máximo que você deve pagar pela participação na empresa se quiser obter pelo menos 14% de retornos anualizados durante o período de tempo que escolher.

Para simplificar, digamos que você planeje apenas três anos para esse investimento. A tabela abaixo ilustra como, neste exemplo, mesmo que os fluxos de caixa esperados da empresa continuem crescendo, os fluxos de caixa descontados diminuem com o tempo.

Ano Fluxo de caixa Fluxo de Caixa Descontado
1 R$ 210.000,00 R$ 184.210,00
2 R$ 220.500,00 R$ 169.668,00
3 R$ 231.525,00 R$ 156.273,00
Total R$ 662.025,00 R$ 510.151,00

Neste exemplo, a taxa de desconto (14%) é maior do que a taxa de crescimento do fluxo de caixa da empresa (5%).

Sendo assim, as versões descontadas desses fluxos de caixa futuros continuarão a diminuir de valor a cada ano até chegarem a zero.

Por outro lado, caso a taxa de desconto considerada no cálculo fosse menor que a taxa de crescimento, o resultado da coluna “Fluxo de Caixa Descontado” na tabela acima, seria maior que o da coluna “Fluxo de Caixa”.

Agora que você já sabe o que é Fluxo de Caixa Descontado, basta aplicar o seu conceito e a sua fórmula para obter o seu resultado sobre a sua empresa ou seus investimentos.

Gostou da nossa dica? Então, não perca tempo, salve o blog da Já Calculei nos favoritos e compartilhe esse conteúdo.

A Já Calculei é o serviço de contabilidade online que mais cresce no Brasil, conheça os nossos planos e solicite a abertura gratuita da sua empresa!